Fluxo de caixa: entenda o que é e como utilizá-lo

Share on facebook
Share on whatsapp

Toda empresa necessita de um planejamento financeiro para suas operações do dia a dia. Para isso, é importante que o empreendedor tenha acesso a uma ferramenta básica de organização de recursos, o chamado fluxo de caixa.

Neste artigo, você fica por dentro de detalhes essenciais da gestão de fluxo de caixa. Com nossas dicas, fica mais fácil manter as finanças do seu negócio sempre em dia e garantir a segurança que toda empresa precisa. Acompanhe!

O que é fluxo de caixa?

Mesmo sendo uma ferramenta essencial, muitos empresários não sabem de fato o que é fluxo de caixa. No entanto, seu entendimento é bem simples. O objetivo desse recurso financeiro é apurar e projetar todo o saldo disponível na empresa. Dessa forma, é possível contar sempre com um capital de giro, que serve para aplicações ou gastos eventuais.

No fluxo de caixa, o empreendedor faz um levantamento de dados financeiros do negócio durante um determinado período. A divisão desses dados pode ser diária, semanal ou mensal. Podemos definir esse processo em cinco partes básicas:

  1. Saldo inicial: trata-se do dinheiro disponível no caixa e nas contas bancárias;
  2. Entradas: são as vendas à vista e outros recebimentos da empresa;
  3. Saídas: é o levantamento de todos os pagamentos realizados;
  4. Saldo operacional: é o resultado das entradas menos as saídas de caixa,
  5. Saldo final: consiste na soma do dinheiro inicial com o saldo operacional.

Cabe destacar que o controle de caixa pode ser elaborado manualmente, em agenda ou caderno. Entretanto, essa tarefa fica muito mais fácil se for automatizada, por isso, o uso de uma planilha eletrônica ou de programas de gestão vêm bem a calhar.

Qual é a importância de fazer o fluxo de caixa?

Esse tipo de controle financeiro ajuda o empreendedor a observar as movimentações financeiras ao longo do tempo. Assim, você tem uma visão do presente e do futuro da saúde financeira do negócio e pode tomar decisões mais assertivas com seu dinheiro.

Além do mais, com esse balanço, dá para prever medidas necessárias em possíveis dificuldades financeiras que a empresa pode enfrentar. Inclusive, é possível evitar ou minimizar esses problemas.

Quais são os resultados desse tipo de controle financeiro?

A elaboração de um fluxo de caixa projetado depende da natureza de cada negócio, bem como das necessidades do empreendedor. De todo modo, na maioria das vezes, os resultados facilitam algumas decisões importantes, como:

  • redução de despesas sem comprometer a lucratividade;
  • planejamento de investimentos e solicitação de empréstimos;
  • organização de promoções e ofertas especiais para giro de estoque,
  • negociação para ampliação de prazos de pagamentos com fornecedores.

Entre os principais resultados do fluxo de caixa estão o saldo disponível. Ele é computado pela diferença entre o lucro operacional e os pagamentos realizados pela empresa em uma determinada data ou período.

O ideal é que o saldo final do fechamento desse balanço corresponda ao valor disponível no caixa ou depositado em conta corrente. Além disso, vale pontuar que o saldo de caixa não representa, necessariamente, lucro ou prejuízo. Portanto, especialistas recomendam a confirmação do resultado final a cada dia.

O Financeiro te ajuda a impulsionar seu negócio

Manter a estabilidade financeira de uma empresa nem sempre é uma tarefa simples, por isso contar com soluções como o fluxo de caixa faz toda a diferença. Agora, você já sabe como organizar o saldo do seu negócio e tomar atitudes mais seguras para o crescimento dele.

Aproveite e fique por dentro de mais recursos para sua empresa com O Financeiro. Nossa equipe especializada conecta você as oportunidades únicas no mercado. Conheça o serviço, aqui, no site, e faça seu cadastro!

Conteúdos relacionados

Deixe seu comentário