Não é novidade que o mercado empresarial não é nada fácil. Por isso, antecipar situações e estar pronto para lidar com imprevistos é essencial para conseguir conquistar o seu lugar. Assim, se você está pensando em começar a empreender, o plano de negócio é o primeiro passo.

Este é um documento usado para planejar o desenvolvimento de um negócio, mapeando o seu crescimento no mercado de atuação. Com ele, é possível projetar ações, procurar investidores e prever gastos.

Porém, engana-se quem pensa que um plano de negócio pronto de uma empresa é fácil e é baseado em especulações e ideais. Esse documento deve ser desenvolvido em meio a várias pesquisas e análises de mercado para que as ações tenham resultados efetivos no negócio. 

Qual a importância de ter um plano de negócio?

O início de todo projeto começa com um plano de negócio. Ele é o pontapé inicial para que a idealização do seu sonho tome forma e conquiste um lugar no ranking do mercado.

Ele é usado como um instrumento de planejamento, criando um panorama do empreendimento de curto, médio e longo prazo. Entre as vantagens do plano de negócio de uma empresa, podemos citar:

  • Simulação de cenários favoráveis e desfavoráveis;
  • Acompanhamento constante do desenvolvimento do empreendimento;
  • Organização e alinhamento de dados com os sócios,
  • Facilitador de contratação de financiamento.

Como montar um plano de negócio

Agora que você sabe a importância de montar um plano de negócio simples, mas eficiente, nós, do O Financeiro, listamos abaixo cinco passos para você entender como elaborar o documento para a sua empresa. Confira!

Sumário executivo

A primeira parte do plano de negócio consiste em um resumo das informações mais importantes da empresa, como missão, visão e valores. Além disso, a descrição do empreendimento e o seu diferencial do mercado também devem estar no sumário executivo.

Como esse documento também será lido por futuros investidores, tente ser breve e objetivo com as informações. Nessa parte, o ideal é mostrar a seriedade do negócio somente com poucas palavras.

Análise de mercado

O próximo passo para montar esse documento é organizar um dossiê completo sobre o mercado e a área em que pretende atuar. Isso quer dizer pesquisar as empresas e os produtos concorrentes em busca de brechas para mostrar o seu diferencial ao público consumidor.

Os fornecedores também entram na análise de mercado. Essa é uma das partes fundamentais ao aprender a montar um plano de negócios passo a passo, já que te ajuda a entender melhor o mercado que vai começar a empreender, assim como mostra para possíveis investidores que você conhece o seu público.

Plano de marketing

Essa é a parte do plano de negócio que demanda muita atenção, já que você deve descrever todos os produtos que pretende vender. Isso quer dizer tudo que se aplica ao produto: cores, tamanhos, rótulos, qualidade e sabor.

Lembre-se de também apresentar as estratégias de venda para cada item e como você planeja fazer com que eles cheguem até o consumidor. É importante que você leve em consideração todas as áreas da empresa, para, assim, não haver ruídos na comunicação.

Plano operacional

O plano operacional do seu plano de negócio é a parte na qual você vai descrever o funcionamento do seu empreendimento. É importante especificar os seguintes pontos:

  • Tempo para o processo de venda ou prestação de serviço;
  • Quantidade e qualificação necessária para os funcionários;
  • Prazos e disponibilidade dos fornecedores;
  • Capacidade de distribuição e armazenamento,
  • Materiais necessários.

Plano financeiro

Depois de analisar o mercado e o seu negócio, o próximo passo é realizar o plano financeiro. Nele você vai documentar todos os gastos envolvidos na produção e na distribuição do produto, além do capital de giro e investimentos.

Assim que tiver todos os custos documentados, você terá o investimento inicial total necessário para o seu empreendimento. Vale lembrar que você estará especulando, ou seja, trabalhando com estimativas — baseadas em preços no mercado.

Inclua também os demonstrativos de resultado, como receitas e despesas. Assim, você entenderá melhor o faturamento da sua empresa, mas lembre-se de sempre monitorar os resultados e alterar as ações quando necessário.

Impulsione o seu negócio com O Financeiro!

Precisando de capital extra para dar um incentivo a mais ao seu plano de negócios simplificado? Conte com O Financeiro para encontrar oportunidades únicas para a sua empresa!